2017-12-31

Postagens

Tecnologia do Blogger.
  PRF DE CÁCERES RECUPERA DOIS VEÍCULOS, QUE SEGUIAM PARA A REGIÃO DE FRONTEIRA, DURANTE ABORDAGEM DE ROTINA




Um dos veículos estava com um casal, e com placas frias, sendo constatado ainda que o condutor estava embriagado e o outro estava sendo transportado por uma cegonha.



Foto: PRF/ Ed F,A,




 A manhã desta sexta-feira dia 5 de Janeiro, foi bastante movimentada para os Policiais que atuam no Posto de Fiscalização da PRF em Cáceres.

 Dois veículos com queixas de furto e roubos foram recuperados quando seguiam pela BR-070, sentido Fronteira.

A primeira apreensão ocorreu por volta das 08:30 hs da manhã, quando os policiais abordaram um veículo Toyota Corolla de cor prata, com placas QFN-5526, do Estado de Pernambuco.
Foto: PRF/ Ed F,A,
 Veículo estava sendo ocupado por um casal, sendo que o condutor foi identificado como F.D.S.O., de 43 anos, que aparentava sintomas de embriaguez alcoólica.

 A equipe realizou o teste com bafômetro, onde constatou 0,46 miligramas de álcool por litro de ar expelido nos pulmões do condutor.

Em continuidade aos trabalhos os policiais realizaram também a checagem do veículo, onde foi constatado através dos dígitos de identificação, que o mesmo era produto de roubo ocorrido no dia 24 de agosto de 2017, na cidade de Recife, capital de Pernambuco, sendo sua placa original PED-1207, de Recife-PE.


 A passageira, esposa do motorista, identificada como V.C.A. de 34 anos, alegou primeiramente que era proprietária do carro, mas durante o desenrolar da ocorrência a mesma afirmou que o veículo pertencia ao casal.

 O veículo juntamente com o casal foi encaminhado para 1ª DP de Cáceres- MT,  onde outras providências foram tomadas.


A segunda apreensão de veículo ocorreu por volta das 10 horas, da manhã quando policiais realizaram a abordagem a um caminhão tipo cegonha, que transportava vários veículos.

Como o transporte de veículos com origem ilícita, produtos de roubos e furtos, vem ocorrendo com maior frequência na região, os policiais redobraram as atenções e realizaram a Checagem minuciosa de cada veículo.

Durante os trabalhos foi constatado que uma caminhonete Toyota Hilux SW4, de cor prata, com placas MLO-9120, de Santa Catarina era produto de furto, sendo que a placa original da mesma era MKR-3107 Criciúma Santa Catarina.

 Ao ser indagado a respeito do local onde o veículo havia sido embarcado o motorista identificado como J.C.T. de 39 anos relatou ter embarcado a caminhonete na cidade de Londrina, no Estado do Paraná e seguia com destino a Porto Velho, capital de Rondônia.

 Os policiais constataram ainda que o veículo foi furtado no dia 26 de novembro de 2017, na cidade de Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul.

 O mesmo foi encaminhado juntamente com o motorista do caminhão para a 1ª DP de Cáceres, onde de outras providências foram tomadas.

 Outra apreensão

Foto: PRF/ Ed F,A,
DUPLA VAI EM CANA, POR TRÁFICO DE DROGAS, NO PRIMEIRO DIA DE 2018, ABRINDO OS TRABALHOS DO GEFRON/2018 


Um maior e um menor deram de cara com os militares, abandonaram o carro e correram pro mato, mas os policiais foram atrás, estragando os planos da dupla.

Foto: GEFRON/ Ed F.A.



  O fato ocorreu na tarde desta segunda, dia 1º de janeiro, quando Policiais Militares do Gefron realizavam policiamento na região de Fronteira com a Bolívia, na estrada da Roça Velha.



Um veículo Fiat Uno de cor prata foi avistado seguindo sentido fronteira para Porto Esperidião, quando ao se aproximarem observaram que o veículo parou bruscamente e dois indivíduo saíram correndo do carro. Foi possível identificar que um deles com uma sacola de mão, quando empreenderam fuga adentrando ao mato.

Os policiais utilizando técnicas de rastreamento, fizeram a incursão dentro mo mato, e após percorrerem cerca de 400 metro, localizaram os dois deitados na vegetação, tentando se esconder dos militares.

Um foi identificado como E.M.C. de 25 anos e o adolescente Infrator L.C.S. de 16, ambos moradores do assentamento São Jorge, no Distrito de Vila Cardoso Zona rural de Porto Esperidião-MT, região de fronteira.

Foi constatando ainda que o Suspeito E.M.C. portava uma sacola  contendo três tabletes de pasta base de cocaína.

 Durante averiguação e vistoria do carro foi constatado que o mesmo estava com o tanque de combustível danificado, não sendo possível ser encaminhado para Cáceres, ficando a disposição da justiça na Base do GEFRON , para posterior remoção.


 Diante do flagrante, o maior recebeu voz de prisão e o adolescente foi apreendido , sendo que ambos foram conduzidos para a Delegacia de Fronteira, na cidade de Cáceres, onde outras providências foram tomadas.

Loapi, o vírus de celular que pode arruinar seu aparelho


Por: BBC-BRASIL

Homem usando celularDireito de imagemGETTY IMAGES
Image captionVírus que ataca Android pode controlar diversas funções dos smartphones
O novo invasor de celular que circula pela internet e assusta usuários ao redor do mundo chama-se Loapi.
Loapi é um vírus digital multitarefas, que infesta dispositivos Android e causa impacto em várias funções do telefone.
O vírus foi descoberto pela empresa de segurança cibernética Kaspersky Lab. Segundo a companhia, os países da América Latina onde há os maiores índices de aparelhos contaminados são México, Brasil, Chile, Panamá e Peru.
O México é o quarto país mais afetado do mundo pelo malware que também se espalhou nos Estados Unidos e em alguns países da Europa.
O Loapi tem um sistema complexo e se espalha por meio de anúncios que fingem ser antivírus ou aplicativos com conteúdo adulto.
CelularDireito de imagemGETTY IMAGES
Image captionLoapi se espalha por meio de anúncios de antivírus e aplicativos com conteúdo adulto
Uma vez instalado, ele solicita direitos de administrador para assumir o controle do dispositivo e, assim, poder instalar módulos que afetem diferentes funções do telefone.
As ações mal-intencionadas que este vírus pode executar são:
- Permitir a aceitação de publicidade invasiva;
- Controlar as mensagens de texto;
- Assinar serviços de pagamento via SMS sem deixar rastro;
-Permitir ataques DDoS, que inundam um site com o tráfego até que ele não possa mais receber visitas;
-Usar recursos do telefone, como energia e conexão à internet, para fazer transações com a criptomoeda monero;

Super poderes

O malware é tão poderoso que ainda consegue eliminar seus inimigos.
Se você encontrar um aplicativo dedicado a apagar esse malware, ele lhe enviará mensagens falsas garantindo que o aplicativo tem um software malicioso e pedirá que você o exclua. Se você se recusar, o Loapi aumentará o número de avisos até que você termine por excluí-lo.
Nikita Buchka, especialista em segurança da Kaspersky Lab, diz que o vírus consegue se adaptar a qualquer situação.
Mulher usa celular
Image captionAlém de prejudicar o funcionamento do celular, vírus usa o sistema operacional para mineirar uma criptomoeda | Foto: Georgijevic
"O Loapi incorporou quase todas as características possíveis em seu design para poder usá-las em diferentes tipos de atividades maliciosas com a intenção de ganhar dinheiro ilegal".
Buchka diz que, embora o vírus não tenha a capacidade de acessar os dados do cartão de crédito, ele "pode destruir o telefone" porque domina todas as suas funções, deixando-no inoperante.
Durante testes para detectar a capacidade de ataque deste vírus, a Kaspersky Lab descobriu que ele também gera uma carga de trabalho tão grande que o aparelho superaquece, o que provoca deformações na bateria.

Como se proteger

Quando o telefone está danificado, é muito difícil eliminar o vírus, adverte a empresa de segurança.
O Loapi tem a capacidade de se proteger e, assim que tentar recuperar os direitos de administrador do terminal, o malware bloqueará a tela do dispositivo e fechará a janela.
Celular danificadoDireito de imagemGETTY IMAGES
Image captionA sobrecarga de energia causada pelo vírus pode até mesmo deformar a bateria do celular
A recomendação é tomar as seguintes ações antes que seja tarde demais:
-Desativar a opção que permite a instalação automática de aplicativos;
-Certificar-se de ter a versão mais recente do seu sistema operacional. As empresas os aperfeiçoam para reduzir as vulnerabilidades das quais o Loapi se beneficia;
-Se o seu telefone já estiver comprometido, a empresa recomenda instalar um antivírus de uma marca reconhecida que te ofereça garantias.

7 coisas que danificam a bateria de seu celular - e como evitá-las


Por: BBC-BRASIL
A duração limitada das baterias nos Amartphones é um dos desafios da tecnologia, e um caso recente envolvendo a Apple trouxe o problema novamente à tona.

Mulher segura celular com bateria quase descarregada
Baterias que descarregam rápido estão entre os problemas enfrentados por usuários de Smartphones/GETTY IMAGES
Há apenas alguns dias, a companhia admitiu que torna mais lento (através de atualizações) o sistema operacional de iPhones à medida que ficam mais velhos para compensar deficiências que as baterias sofrem com o passar do tempo.
Apesar de garantir que tenta atenuar a deterioração dos dispositivos para evitar que desliguem sem aviso prévio, a empresa enfrenta vários processos nos Estados Unidos, movidos por consumidores insatisfeitos com o desempenho dos aparelhos afetados.
Os celulares usam baterias de íon-lítio. Seu carregamento é rápido e seu desenho compacto, mas também têm desvantagens: são instáveis e seu rendimento cai muito rápido.
A indústria tem dificuldade em se adaptar a smartphones, com designs e funcionalidades mudando cada vez mais rápido.
No caso das baterias, são apontados problemas como tamanho, tempo necessário para a recarga total ou os materiais altamente poluentes utilizados.
Mas enquanto não se encontra uma solução definitiva para esses problemas, é preciso estar atento a ao menos 5 coisas que danificam a bateria do celular e ao que se pode fazer para tentar aumentar a vida dos aparelhos.

1. Má cobertura

Sempre que seu telefone tentar se conectar a uma rede wifi ou manter uma conexão estável usará muita energia. Isso ocorre em áreas com baixa intensidade de sinal ou quando há muitas pessoas tentando se conectar a uma mesma rede, em um lugar, por exemplo, com Wi-fi público.
Imagem noturna de uma cidade com sinais de Wifi
Os celulares normalmente consomem muita energia para tentar se conectar a uma rede saturada ou com sinal fraco de Wifi
GETTY IMAGES

Ainda que não seja uma solução ideal, o que se pode fazer nesses casos é ativar o modo avião e evitar que o aparelho desperdice bateria.

2. O consumo dos aplicativos

A partir do momento que você abre um aplicativo ele consome bateria. A opção nesse caso é fechar os que já não sejam necessários. Também recomenda-se verificar os que mais usam energia, o que pode ser feito nas configurações de "Bateria", dentro das opções de "Ajustes" - tanto nos dispositivos Android como nos iOS.

3. GPS ativado

Ter o GPS ativado no celular demanda muita bateria. Alguns aplicativos usam esse recurso e registram a localização do usuário sem que ele perceba, a exemplo do Twitter.
Grupo de 3 jovens com mapa e celular em mãosDireito de imagemGETTY IMAGES
Image captionOs serviços de GPS são ativados por muitos aplicativos sem que os usuários se deem conta e isso também demanda bastante energia dos aparelhos
É possível, entretanto, desativar o GPS ou selecionar os aplicativos que podem ou não usá-lo. Usuários do Android precisam, para tanto, acessar a área de >Segurança>Localização>autorizações. No caso do iOS, é preciso ir a Configurações>Privacidade>Localização para selecionar ou desativar o recurso em cada aplicativo.

4. Temperaturas extremas

As baterias de lítio não funcionam bem quando submetidas a temperaturas extremas. Isso ocorre porque os íons que elas contêm desgastam o material, fazendo com que os ciclos de carga durem menos. De olho nisso, a melhor solução para suas cargas durarem mais é evitar expor o aparelho a temperaturas muito altas ou muito baixas.
Imagem mostra tela de celular em chamasDireito de imagemGETTY IMAGES
Image captionSubmeter o aparelho a temperaturas muitos altas ou muito baixas também ajuda a danificar a bateria

5. Telas grandes

O design dos novos smartphones confere protagonismo a telas cada vez maiores e requer um número maior de pixels o que, por sua vez, usa mais bateria para iluminá-los. Reduzir o brilho da tela a partir do menu de configurações do aparelho pode ajudar a economizar muita energia. Também pode-se experimentar apagar a tela ou checar o telefone com menos frequência.

6. Os sons do aparelho

Os sons que o telefone faz, os aplicativos que estão instalados nele ou o volume usado para ouvir música têm muito impacto sobre a bateria. Com relação ao volume, o problema depende muitas vezes do tipo de alto-falante que existe no aparelho, mas no caso do iOS os sons de todos os Apps consomem bastante energia. Uma solução seria usar fones de ouvido e silenciar os sons tanto do telefone quanto dos aplicativos que não considere úteis.

7. Cargas consecutivas

Os aparelhos mais antigos funcionavam melhor quando eram carregados apenas quando estivessem completamente descarregados. Agora ocorre o contrário.
Imagem mostra celular conectando-se a um carregadorDireito de imagemOATAWA
Image captionEspecialistas afirmam que o celular deveria estar sempre com carga acima de 50% para garantir um bom rendimento
A vida útil da bateria aumenta se são feitas curtas recargas para mantê-la, idealmente, acima de 50%, diz o especialista em tecnologia celular Simon Jary.

A solução definitiva?

Uma solução disponível nos aparelhos de quase todas as marcas é o modo de "economizar bateria" ou de "baixo consumo".
Ao ativar essa opção, entre outras coisas, se baixa o brilho da tela, elimina-se o "modo vibração" do aparelho, grande parte das notificações é evitada e se eliminam os serviços de localização.
Mas se já é muito tarde para aplicar esses truques, a única solução é trocar a bateria uma vez que não é possível consertá-la.
Nesse caso também há algumas opções:

1. Ir à loja da Apple

Esta é provavelmente a opção mais cara, mas também a mais segura já que a qualidade e a garantia do serviço estão avalizadas pela própria fabricante do aparelho. O preço: US$ 79 (o equivalente a R$ 261,49).
Imagem mostra homem fazendo reparos em smartphoneDireito de imagemGETTY IMAGES
Image captionNo caso dos iPhones, substituir a bateria é mais complicado do que nos celulares Android

2. Procurar serviços alternativos

Muitas lojas em seu bairro podem oferecer os mesmos serviços de reparo da Apple e, na maioria dos casos, a preços mais baixos. Mas nesses casos não há garantia do serviço nem sobre a qualidade da nova bateria.

3. Fazer você mesmo

No caso de aparelhos Android a operação de troca de bateria pode ser bem simples - basta comprar uma nova, abrir o aparelho e fazer a troca. No caso do iPhone, a Apple recomenda que o serviço seja feito apenas por um especialista - de preferência por suas próprias lojas.
Mas isso não significa se trate de uma tarefa impossível. A internet está repleta de tutoriais em vídeo que ensinam passo a passos do procedimento. É mais barato que levar seu celular à Apple ou a qualquer oficina de reparo, mas há, nesse caso, o risco de danificar o aparelho e não será possível culpar ninguém por isso.

A 'reinvenção da roda': como é o substituto quase indestrutível dos pneus criado pela Nasa


 Por:  BBC-BRASIL
Uma liga de titânio e níquel que possui memória.

Pesquisadores mexem em um exemplar do Superelastic Tire
O Superelastic Tire foi criado a partir da tecnologia utilizada nos veículos espaciais levados a Marte. | Foto: NASA Glenn
Essa é a chave por trás do novo pneu que o Centro de Pesquisas Glenn, da agência espacial americana, a Nasa, revelou recentemente.
Os seus desenvolvedores estão tão certos da importância da inovação que a chamaram de "reinvenção da roda".
Mas por que ela é tão especial?
A realidade é que não há material novo nesta roda: ela é feita com uma liga de titânio e níquel que já é usada em outros objetos, como armações de óculos.
Mas ela tem sim um conceito inovador sobre o que um veículo precisa para se mover sobre rodas.

Entremeado de material com aspecto metálico
Malha tem composição semelhante à armadura usada por cavalheiros medievais | Foto: NASA Glenn

Desde meados da década passada, pesquisadores sob o comando do engenheiro Vivake Asnani estão trabalhando em uma roda de grande durabilidade para veículos usados em missões espaciais.
Depois de anos de testes, incluindo a recente visita de um carro-robô a Marte, eles apresentaram o Superelastic Tire, o pneu superelástico.
Com esta "nova" roda, o uso da borracha e de uma câmara de ar como nos pneus clássicos que conhecemos está definitivamente descartado.
O novo Superlastic Tire
Composição do pneu permite uma maior deformação, o que prolonga sua durabilidade. | Foto: NASA Glenn
Em compensação, a malha deste material é extremamente resistente, com uma importante capacidade de adaptação a diferentes terrenos e grande durabilidade.
"O resultado é um pneu que pode suportar uma deformação excessiva sem danos permanentes", disse o laboratório ao apresentar sua invenção.

Uma roda com 'memória'

A principal característica do Superelastic Tire é a "memória de formato" desta malha metálica, que permite uma adaptação a qualquer tipo de terreno e um posterior retorno ao estado original.
Os testes mostraram que esta roda pode passar por cima de grandes rochas na estrada, ou em um terreno muito arenoso, sem perder a tração.
Protótipos de rodas são submetidos a testes na NASA
Os pesquisadores fizeram o mesmo teste com três tipos de rodas; a composta por uma malha metálica teve o melhor resultado | Foto: NASA Glenn
"Estas ligas com memória de formato são capazes de sofrer uma deformação reversível de até 10%", dizem os pesquisadores.
Outros materiais têm uma capacidade de deformação entre 0,3 e 0,5%
Além disso, o novo produto promete uma melhoria na capacidade de carga de um veículo e também torna o eixo das rodas mais leve - o que diminui o peso do automóvel e, portanto, possibilita maior economia de combustível.

E pode ser usada como?

Até agora, não há estimativa de quanto custa um pneu desse tipo, pois o protótipo requer adaptações aos veículos existentes.

Nova roda desenvolvida pela NASA é testada em carro
A NASA considera nova tecnologia uma alternativa 'viável' aos pneus de automóveis. | Foto: NASA Glenn
Mas os pesquisadores consideram que a nova invenção é "uma alternativa viável" aos pneus usados já há mais de um século.
Além dos automóveis de passeio, os veículos que podem se beneficiar dessa tecnologia são:
• Veículos militares;
• Máquinas para construção;
• Veículos de transporte pesado;
• Máquinas agrícolas;
• Aeronaves com grande capacidade de carga.



REBELIÃO DEIXA MORTOS E FERIDOS EM PRESÍDIO DE APARECIDA DE GOIÂNIA

Por Sílvio Túlio e Vanessa Martins, G1 GO/ reprodução

Comandante da PM de Goiás confirma que ao menos nove detentos foram assassinados em confronto entre presos. Motim por provocado por invasão de grupo a ala rival.
Rebelião em presídio deixa celas destruídas em Aparecida de Goiânia (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)



Detentos do regime semiaberto fizeram uma rebelião na tarde desta segunda-feira (1º) na Colônia Agroindustrial, no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, Região Metropolitana da capital. Segundo informou ao G1 o coronel Divino Alves, comandante da Polícia Militar de Goiás, ao menos nove presos foram assassinados em confronto com outros reeducandos. Ainda conforme a corporação, uma rixa entre grupos rivais provocou o motim e os homicídios.


Além disso, o Corpo de Bombeiros informou que existem pelo menos dez outros presos feridos. Eles foram encaminhados ao Hospital de Urgências de Aparecida de Goiânia (Huapa). Ainda não há informações sobre o estado de saúde deles. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgências (Samu) também foi chamado para ajudar no socorro médico.


Alves afirmou ainda que houve fuga de presos, mas não sabe precisar quando ao total. Além disso, ele explicou que cerca de 20 reeducandos já foram recapturados. Ele explicou que a rebelião começou por volta das 14h e já foi controlada cerca de duas horas depois.


"A Polícia Militar e o Sistema Prisional estão envolvidos nessa situação visando a normalidade do sistema", disse o comandante.




Rixa entre alas

Presos fazem rebelião na Colônia Agroindustrial em Aparecida de Goiânia (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)


Em nota, a assessoria da Superintendência Executiva de Administração Penitenciária (Seap) informou que a rebelião foi provocada depois que presos da ala C invadiram a ala B, onde ficam detentos rivais. Neste momento, a unidade prisional foi incendiada.

Colchões foram queimados, formando uma grande nuvem negra de fumaça (Foto: Mariana Boldrin/TV Anhanguera) ( reprodução)



Os bombeiros foram acionados para atuar no combate ao fogo, que formou uma grande nuvem de fumaça.


Agentes do Grupo de Operações Penitenciárias Especiais (Gope) atuam no local com apoio do Batalhão de Choque e do Grupo de Radiopatrulha Aérea (Graer), ambos da vinculados à Polícia Militar. Por volta das 16h, a situação foi controlada.


Amigos constroem ilha para passar virada do ano bebendo e burlar proibição de consumo de álcool


Por: BBC-BRASIL

"Isso é que pensar de forma criativa. Se eu soubesse, provavelmente teria participado também", disse o comandante da polícia

Ilha construída na Nova Zelândia
Grupo de amigos constrói ilha de areia para burlar proibição de consumir bebidas alcoolicas | Foto: David Saunders

O consumo de álcool em locais públicos durante as celebrações do Ano-novo foi proibido na Península de Coromandel, na Nova Zelândia. Então, um grupo de amigos decidiu construir sua própria ilha, para burlar a medida e não perder a chance de uma celebração etílica.

Segundo relatos, a estrutura de areia foi erguida no estuário de Tairua no domingo à tarde, quando a maré estava baixa. Os amigos então equiparam a ilhota com uma mesa de piquenique e um refrigerador portátil para o local.

A piada entre os habitantes locais é que eles conseguiram se localizar em "águas internacionais" e, portanto, estariam isentos da proibição do consumo de bebidas alcoólicas.

O grupo passou a noite bebendo e comemorou a chegada de 2018 na ilha, de onde assistiram aos fogos de artifício, informou o portal de notícias da Nova Zelândia, Stuff.co.nz.

Amigos em ilha criada artificialmente
Iniciativa dos amigos foi vista com humor pelo comandante da polícia local: "Isso é pensar de forma criativa" | Foto: David Saunders

A estrutura continuava intacta na manhã desta segunda-feira. A violação da proibição anti-álcool é punida com prisão ou multa de US$ 180 (R$ 594).

Mas as autoridades de Coromandel parecem ter interpretado a iniciativa dos amigos com humor.

"Isso é que pensar de forma criativa. Se eu soubesse, provavelmente teria participado também", disse o comandante da polícia local, o inspetor John Kelly, ao falar sobre a ilha.

"Foi genial ver alguns locais se divertindo um pouco", disse David Saunders, que postou fotos da ilha no grupo local Tairua ChitChat no Facebook.



POLÍCIA MILITAR PRENDE LARÁPIO EM FLAGRANTE TENTANDO FURTAR MOTO EM SÃO JOSÉ DOS IV MARCOS


O suspeito estava montado na motocicleta tentando ligar o veículo com uma chave residencial.




Foto: R.S.W.A./ Ed F.A.

Na manhã deste domingo dia 31, Policiais Militares São José dos Quatro Marcos-MT, realizavam policiamento na área central da cidade quando receberam a informação, via rádio, que um indivíduo de cor morena, de short, estaria empurrando uma motocicleta na Avenida São Paulo, aparentemente poderia ser mais um furto em andamento.

Foto: R.S.W.A./ Ed F.A.
 Que estavam próximos realizaram as diligências localizando o mesmo com as características repassadas pela informação.

 No momento da abordagem, Devair da Silva Santos, de 27 anos alegou ser o proprietário da motocicleta, Honda XLR de cor vermelha com placas JZG- 4956.


O suspeito não portava documentações nem do veículo e nem pessoal, mas sua casa acabou de cair quando durante a checagem aproximou se outro indivíduo de iniciais D.L., alegando ser o dono da motocicleta, apresentando toda documentação e informando que o veículo estava estacionado em outro local e que o suspeito realmente estaria furtando sua moto.
Foto: R.S.W.A./ Ed F.A.
 Diante do flagrante o suspeito foi conduzido para a Delegacia de Polícia Civil de São José dos Quatro Marcos, onde passar a virada do ano guardado no xilindró.

Postagens mais visitadas

Arquivo do blog