segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

Dentista com carro roubado e placas falsas acaba em cana, ao tentar subornar policiais da DERFVA

 POLÍCIA CIVIL MANDA PRO XILINDRÓ DENTISTA QUE FLAGRADO COM CARRO ROUBADO AINDA TENTOU SUBORNAR POLICIAIS COM 10 MIL, EM V. GRANDE.

O carro estava com placas falsas e completamente adulterado, trafegando livremente pelas ruas da cidade, até ser abordado pelos homens da DERFVA


Foto: P.J.C./ Ed F.A.
                                                                                                                                                                                                      

Publicidade:



 UMA GRANDE VARIEDADES DE COLCHÕES E CAMA-BOX, PARA VOCÊ DEITAR E ROLAR, NESTA FOLIA DE  PREÇOS BAIXOS 


VENHA E CONFIRA !

                                                                                                                                                                                                      

 Os fatos:




Ilustração

Na tarde deste domingo, dia 4, Investigadores pertencentes à Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos Automotores DERFVA, realizaram a prisão de um homem que trafegava próximo Aeroporto de Várzea Grande, com veículo Toyota Corolla de cor prata.


No momento da abordagem o condutor identificado com  A.G.C. de 31 anos, também bebia uma lata de cerveja enquanto dirigia.

 Foi realizado averiguação do veículo como também o teste de etilômetro, popular teste do bafômetro, para constatação dos níveis de álcool,  que se encontrava o condutor.

Conforme informou a assessoria de Comunicação da P.J.C.,  para verificar o estado de alcoolemia do suspeito foi acionada a equipe de policiais civis da Delegacia Especializada de Delitos de Trânsito (Deletran), que realizou o Teste de Etilômetro, e constatou 0,17mg/l, tratando-se de infração administrativa de trânsito.

 A Carteira Nacional de Habilitação (CNH) do dentista foi recolhida. Para incidir no tipo penal do artigo 306 da Lei 9.503/97 havia necessidade de quantia igual ou superior a 0,30mg/l.Durante averiguação foi constatado que o veículo apresentava placas que não condiziam com o chassi gravado, bem como também sinais claros de adulterações em vários  itens de identificação veicular.


 Foram constatadas diversas adulterações,  sendo que o veículo não portava as etiquetas de identificação no porta-malas e também as etiquetas autodestrutivas, nas colunas da carroceria. 

 Também foram observados que a numeração dos vidros aparentavam terem sido adulterados.


Diante dos fatos o Condutor foi conduzido para a DP, onde foi autuado pelas práticas dos crimes de receptação, adulteração de sinal identificador de veículo automotor; uso de documento público falso, e corrupção ativa.

O investigado foi conduzido à unidade prisional, ficando à disposição do Judiciário.