domingo, 4 de fevereiro de 2018

Mulher e filho escapam da morte, fugindo do marido enlouquecido e bêbado, que realizou vários disparos de 12, no interior de Mato Grosso.



 MULHER E FILHO ESCAPAM DA MORTE, APÓS COMPANHEIRO EMBRIAGADO DISPARAR VÁRIAS VEZES COM UMA 12, CONTRA AS VÍTIMAS QUE FUGIAM PELO MATO


 Bebida e atrito conjugal,  teria dado início ao ato de loucura, em que o homem ainda apontou a arma para a sogra de 68 anos e um cunhado, ameaçando-lhes de morte.






 Entenda o caso


 O suspeito, juntamente com a esposa e o filho foram a cidade de Salto do Céu na tarde desta sábado, 03, para fazerem compras do mês, deviso o recebimento de salário do mês , da fazenda em que trabalha e reside o casal.

 Após as compras no mercado o suspeito teria ido para um bar onde passou a beber e jogar sinuca.

 A esposa que havia pedido que o mesmo parasse de beber, e que era para irem para casa.

 O marido disse que logo iria, porém como não atendeu o pedido da mulher, a mesma disse que iria para a casa da sua mãe, e foi co o filho, levada por por parentes para a casa da mãe, na Comiunidade da estiva, a 15 KM da cidade.

O marido quando descobriu que a mulher tinha ido para a casa da mãe ficou enfurecido e foi até ao sítio,  armado tentando levá-la a força para casa. 

Diante da recusa e da fuga da da mulher do filho para o mato o indivíduo realizou vários disparos na direção da família.
 A mulher conseguiu chegar ao sítio vizinho, de seu irmão, e seu filho de 13 anos permaneceu escondido no mato, até ser localizado pelos policiais.



 A tentativa de homicídio:


O fato ocorreu no início da noite deste sábado, 03, em um sítio na Comunidade da Estiva, Zona rural de cidade de Salto do Céu, distante a 350 Kms da Cuiabá, quando os Policiais Militares de Salto do Céu receberam a solicitação de ameaça e tentativa de homicídio,  no sítio.



 Quando os Militares com apoio da Guarnição de Rio Branco se aproximaram da propriedade foram recebidos pelo  Senhor C.A.S. de 24 anos que relatou que seu cunhado Claudemilson P.R. de 34  anos, que estava do lado de fora da casa com uma espingarda e com os ânimos alterados.


 Segundo o solicitante seu cunhado já havia realizado vários disparos de arma, inclusive apontado a espingarda para  a própria sogra, uma senhora de 68 anos, mãe do solicitante, tentando obrigar a idosa e o mesmo a trazerem sua esposa e seu filho de volta. A mulher e o filho fugiram para o mato após a ameaça e tentativa de homicídio praticada pelo suspeito contra as vítimas.

Os militares realizaram buscas porém o suspeito ao
 visualizar a chegada dos policiais e empreendeu fuga, não sendo localizado.


 Também foi realizado buscas no local onde a esposa e o filho do suspeito teriam entrado na região de  pasto da propriedade, não sendo localizados naquele momento.

Durante a averiguação do local um outro senhor compareceu informando que a mulher estava no sítio do irmão, que fica ao lado da propriedade onde ocorreu o fato.


De imediato os policiais foram até a propriedade onde encontraram a senhora M.S.S. de 33 anos, que relatou aos policiais que havia se perdido de seu filho durante a fuga.

Os policiais juntamente com a senhora retornaram pelo caminho percorrido por ela , onde próximo a um matagal a mesma chamou por seu filho , que ainda assustado saiu do mato, estando sem ferimentos, apesar do trauma terrível que passou.


 Como tudo teria começado

  Segundo a mulher  os problemas começaram  neste sábado, dia que saiu o pagamento do salário da fazenda, onde residem e trabalham.

O casal foi realizar compras do mês na cidade de Salto do Céu e que após saírem do mercado seu marido Claudemilson foi para um bar, onde passou a ingerir bebida alcoólica e jogar sinuca.

 Como mesmo demorava para ir embora a mesma foi até o referido estabelecimento chamando para ir para casa, sendo que o marido respondeu que ja estava indo.

 Diante da demora do mesmo, a mulher ao marido disse que iria para casa da mãe, no sítio onde ocorreu o fato.

A mulher ainda relatou os policiais que posteriormente quando estava na casa de sua mãe o marido chegou em seu veículo um Fiat Uno de cor branca e parou o próximo à residência do sítio da sogra.


 O suspeito foi em direção a casa e chamou pela esposa para que fosse embora, porém a mesma  se recusou tendo em vista o que o esposo estava com sintomas de embriagues.

 Diante da recusa da mulher o suspeito ergueu a camisa mostrando  um revólver que estava em sua cintura.
 Segundo o relato da vítima; o marido começou a fazer ameaças, e lhe disse que a mesma iria por bem ou por mal, e que se ela não fosse ele lavaria parte de sua cabeça.

  Após essas ameaças o suspeito voltou o seu veículo onde se apossou de uma espingarda cartucheira, seguindo em direção a mesma, que  diante da grave ameaça fugiu para o mato juntamente com seu filho de 13 anos.



O suspeito passou perseguir a mulher e o filho atirando, atirando
mas felizmente, diante da escuridão não conseguiu lhes alvejar.


 Novamente o criminoso retornou a casa, com a arma na mão apontando para a sogra de 68 anos, dizendo que se ela ela não chamasse sua esposa ele a mataria e também mataria seu cunhado que estava no local.

Próvidências

Os policiais realizaram vistoria no veículo do suspeito que permaneceu no local, onde dentro localizaram a carteira do suspeito, com documentos pessoais e ainda  R$ 750 que foram
 entregues a esposa do mesmo.

 Posteriormente foi confeccionado o boletim de ocorrência encaminhado para a DP que passa a investigar o caso