Informe a PRF Roubo ou Furto de veículo

Mulher é ‘embalsamada viva’ após erro médico na Rússia

MULHER É EMBALSAMADA VIVA  APÓS ERRO MÉDICO NA RÚSSIA

© Facebook A cirurgia desastrosa ganhou atenção internacional e foi noticiada em diversos veículos


Uma mulher russa de 28 anos foi embalsamada viva por engano, enquanto fazia uma cirurgia simples para remoção de cisto nos ovários. Segundo a agência estatal Tass, Ekaterina Fedyaeva recebeu formol – usado normalmente para preservar cadáveres – durante o procedimento, ao invés de uma solução salina.
A mulher foi diagnosticada com cistos nos ovários e passou por cirurgia para removê-los em março, em um hospital em Ulyanovsk, cidade no oeste da Rússia, de acordo com a emissora RT.
Os médicos tentaram limpar a cavidade estomacal de Ekaterina após administrarem o formol em sua veia, mas já era tarde demais.
A sogra de Fedyaeva, Valentina Fedyaeva, disse à RT que após a operação, a moça disse que sentia que estava morrendo. A partir daí seus órgãos começaram a falhar e teve de ser mantida conectada a aparelhos para sobreviver.
Segundo a imprensa russa, ela morreu na última quinta-feira, mesmo depois de ser transportada do hospital de Ulyanovsk para um centro médico em Moscou.
A cirurgia desastrosa ganhou atenção internacional e foi noticiada em diversos veículos. Rashid Abdullov, ministro da Saúde, Família e Bem-estar Social da região de Ulyanovsk, classificou o caso como “uma tragédia terrível”.
“Minhas profundas condolências à família de Ekaterina Fedyaeva”, escreveu Abdullov no Twitter na semana passada. “Esta é uma tragédia terrível. Nós forneceremos toda a ajuda necessária para a família. Os responsáveis pela tragédia já foram responsabilizados e as agências investigativas continuam trabalhando.”
Выражаю искренние соболезнования родным и близким Екатерины Федяевой.Это большая трагедия!Мы окажем всю необходимую помощь семье. Все виновные должностные лица уже понесли ответственность,продолжают работать следственные органы.




Ainda não está claro exatamente como o erro aconteceu, mas segundo Abdullov os médicos esqueceram de ler o rótulo da embalagem da substância química antes de administrá-la durante a operação.
As autoridades de Ulyanovsk abriram uma investigação criminal sobre o caso e, por ordem do governo, o médico-chefe do hospital em Ulyanovsk, assim como outros médicos envolvidos na operação, foram demitidos, segundo a imprensa local. Se forem acusados criminalmente e condenados, eles podem ser presos.
 Fonte:    Julia Braun

Mais Vistas

Último pedido; Após capotamento e antes de morrer, "motorista pede a populares para cuidarem do sobrinho".

Motorista fica ferido ao capotar caminhonete durante uma tentativa de ultrapassagem na MT-175, próximo a Araputanga

PM troca tiros com quadrilha e frustra roubo a residência, libertando 5 reféns, em M. D´oeste

Gefron apreende 28 kg de cocaína, após confronto que resultou na morte de dois suspeitos

PM de Mirassol D´oeste apreende Adolescente armado com faca após mais uma tentativa de roubo de celular

Pane elétrica causa incêndio e destrói carreta na MT 175, em são J. dos IV Marcos

Gefron intercepta menor de apenas 15 anos, levando Hilux furtada para Bolívia

PM de Porto Esperidião prende mais um procurado pela justiça

Procurando a morte; radar da PRF registra veículo a 216 km por hora em rodovia de Mato Grosso

Dois suspeitos são presos por roubo praticado com arma alugada

Seguidores