segunda-feira, 9 de abril de 2018

Polícia Militar de Mirassol D´oeste prende suspeito de participar de tentativa de homicídio.

 POLÍCIA MILITAR DE MIRASSOL D´OESTE PRENDE SUSPEITO DE PARTICIPAR EM TENTATIVA DE HOMICÍDIO 


   O Comparsa, que é irmão do suspeito preso conseguiu fugir, pulando muro e também está sendo procurado pela polícia, por disparar vários tiros contra as vítimas.

Ilustração


 O fato ocorreu neste sábado,  dia 7, em Mirassol D´oeste-MT,
 Cidade distante a cerca de 300 Km da capital Cuiabá, e teria iniciado após a cobrança de uma dívida, por um veículo comprado por uma das vítimas. Este fato gerou uma cobrança e o primeiro atrito verbal, em uma lanchonete localizada  no bairro Jardim São Paulo.


 Neste local se encontravam as vítimas, sendo que os dois suspeitos suspeito chegaram e perguntaram a uma das vítimas, quando o mesmo iria fazer o pagamento do restante da dívida, proveniente pela compra de um veículo.

 Segundo relatos das vítimas; naquele local iniciou-se uma discussão, onde os suspeitos identificados como E.A.P  de 27 anos L.A.P.  de idade não informada, logo e seguida teriam deixado o local e tomando rumo ignorado.

Ilustração web
 Após algum tempo as vítimas foram para  casa de um deles, o que estava sendo cobrado e ali permaneceram na varanda. Na sequência os suspeitos chegaram em uma motocicleta Honda Titan de cor preta e efetuaram três tiros em direção das vítimas, que não foram alvejadas e que correram para dentro da casa.

 As vítimas ainda contam aos policiais, que a primeira coisa que fizeram foi entrar na residência foi ligar 190, informando a polícia da tentativa de homicídio que haviam sofrido.


Os Policiais Militares, que encontravam-se em patrulhamento, foram acionados via rádio e se deslocaram imediatamente para o local, encontrando as vítimas que relataram  o ocorrido,  informando inclusive o nome dos autores.

 Uma das vítimas foi com os policiais até a casa dos suspeitos, onde várias pessoas estavam em frente à residência,  sendo visualizado o suspeito L. A.P. que correu para dentro com os outras pessoas, ao verem a viatura da polícia se aproximar.



Foi solicitado o apoio de outras  guarnições para se deslocarem ao local em apoio, devido ao  número de pessoas, que era  bem maior do que a quantidade de policiais, da Viatura, no primeiro momento.


 Enquanto aguardavam a chegada do reforço, os militares avistaram a menor de idade, posteriormente identificada como C.F.F. de 16 anos, que estava ingerindo bebida alcoólica.

Os Militares conseguiram abordar o suspeito E.A.P., que estava juntamente com outra senhora e ainda uma menor de idade, dentre outras pessoas.

Como o suspeito E.A.P. já havia sido identificado pela vítima, com a chegada do reforço, ele recebeu voz de prisão.

O suspeito relatou que seu irmão havia corrido para dentro da casa, sendo perguntado ainda ao mesmo a respeito da motocicleta utilizada na tentativa de homicídio, onde este negou que estivesse no interior da casa.

 Os policiais tentaram adentrar na residência para realizarem a prisão do outro suspeito, sendo obstruídos pela senhora R.C. de 34 anos e também pela menor de idade, que ainda exalava forte odor etílico.

Segundo informações da Polícia Militar, as mesmas foram orientadas  para não tentarem impedir a ação da polícia, sendo que demonstrando bastante exaltadas as mesmas passaram a proferir xingamentos contra os policiais. 

 Segundo a Polícia Militar foi necessário que utilizassem de força física moderada para conter os ímpetos das mesmas, que  e assim darem continuidade a vistoria na casa.

 Os policiais adentraram juntamente com o suspeito detido, realizando a vistoria na residência, onde na varanda dos fundos foi localizada a motocicleta utilizada na  tentativa de homicídio.

 Em relação a seu irmão, o suspeito informou que  havia fugido do local, pulando muro no momento que a viatura chegara a residência .

 Segundo a polícia, durante os trabalhos, mesmo de dentro da viatura, a mulher que estava detida ainda ameaçava a vítima.

 O suspeito juntamente com a mulher e a menor de idade foram encaminhados para a DP, juntamente com a motocicleta,  onde os fatos foram registrados e onde também foram tomadas outras providências.