Informe a PRF Roubo ou Furto de veículo

Madrasta é presa por torturar enteado de apenas 5 anos no interior de Mato Grosso



 MADRASTA É PRESA POR TORTURAR ENTEADO DE APENAS 5 ANOS NO INTERIOR DE MATO GROSSO


 A mesma teria  espancado o menino apenas por ele ter se deitado na cama dela,  sendo que a criança também já sofria anteriormente agressões da própria mãe, que perdeu a guarda do filho


Foto ILustração
 Assessoria de Comunicações da Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso, informou a prisão de uma madrasta, presa na cidade de Porto Alegre do Norte, distante a 1.125 km a Nordeste da Capital, por Investigadores da Polícia Civil, acusada de maus tratos ao enteado de apenas 5 anos.


 Os policiais receberam a denúncia, dos Conselheiros Tutelares, que foram chamados até a escola em que o menino frequentava, onde a diretora constatou que o mesmo havia sofrido maus-tratos.



Foto: P.J.C. reprodução
 A criança teria contado aos Conselheiros que a madrasta teria se irritado por ele ter se deitado na cama  dela,  praticando assim as agressões.

 Os investigadores da Polícia Civil realizaram averiguação da denúncia, constatando que o menor L.R.S. de 5 anos, possuía várias lesões, que aparentemente teriam sido provenientes de espancamento.

 Diante destas constatações,  no mesmo dia  da denúncia realizaram a prisão em flagrante da madrasta, identificada como E.I.F. de 35 anos.

 A criança foi encaminhada à perícia médica e após o exame de corpo de delito foi constatado pelo médico perito que as agressões causadas ao menor foram crueis, devido a desproporcionalidade da força aplicada e pela quantidade de lesões causadas pelas unhas e sinto

 A madrasta foi interrogada na Delegacia de Polícia Civil,  onde a mesma foi autuada em flagrante  e depois relatou durante o interrogatório que realmente teria batido no enteado com cinto e que não imaginava que as lesões tinham sido tão graves.

 A Polícia Civil também apurou que a criança já havia sofrido maus-tratos anteriores, praticados pela própria mãe, que teria perdido a guarda da criança, que agora convivia com o pai e a madrasta.

 O pai da criança afirmou que não tinha conhecimento das agressões sofridas pelo filho.

 A madrasta foi indiciada pelo crime de tortura, com pena prevista de dois a oito anos de reclusão, estando a disposição da justiça e a criança foi encaminhada para um abrigo de menores, no mesmo município.

Mais Vistas

Motociclista vai a óbito após atropelar pedestre na principal avenida de Curvelândia

Quadrilha ataca mais uma propriedade rural e rouba duas caminhonetes na região de fronteira

Pastor tem residência invadida e veículo roubado, na zona rural de Porto Esperidião

PM de Curvelândia prende um criminoso e recupera caminhonete roubada em Arenápolis

Bandidos colocam faca no pescoço de funcionário e roubam comércio em Mirassol D´oeste

Polícia Militar prende o suspeito reconhecido pela prática de Furtos e roubo em Mirassol D´oeste

PRF apreende drogas com casal, na BR-364, no interior de MT.

Mais uma caminhonete antiga é furtada em frente à casa do proprietário, na região de fronteira

Polícia Militar prende suspeito, após ser flagrado furtando casa de policial em Araputanga

Pm prende motorista embriagado após ser visto sair de um bar cambaleando e com uma lata de cerveja na mão.

Seguidores