Postagens

Tecnologia do Blogger.

PM PRENDE EM FLAGRANTE ASSASSINOS DE MULHER EM CASTANHEIRA


Os dois suspeitos têm passagens na polícia; um deles é apontado como participante de uma facção que fez ataques criminosos em 2016


Foto: Ass PMMT


Em uma ação rápida, policiais do Núcleo da Polícia Militar de Castanheira (a 780 km de Cuiabá) prenderam no final da manhã desta quinta-feira (17.01) os dois suspeitos do assassinato de Raquel Meira Duarte, 22, e da tentativa de homicídio contra o irmão dela, Gabriel Meira Duarte, 18, crimes ocorridos na madrugada.
Os dois suspeitos, Alex do Ouro Silva, 31, e Wagner da Silva Ramos, 19, apontados como autores dos crimes, foram presos em flagrante delito durante barreira montada pela PM na MT-170, sobre a ponte do Rio Vermelho. Eles estariam fugindo na direção da cidade de Juruena, que fica a 100 quilômetros de Castanheira.
Raquel foi morta a tiros, mas o irmão não chegou a ser atingido, apesar dos diversos disparos feitos na direção dele, enquanto corria, conforme relatou aos policiais. Ele disse que se escondeu em uma área de mata, onde permaneceu por quase cinco horas até sentir-se seguro e confirmar que os suspeitos não estavam mais no local. Aí pediu carona em um ônibus de linha até retornar a cidade e comunicar a polícia e a família.
A motivação dos crimes não está esclarecida, porém sabe-se que as vítimas saíram com os suspeitos com a finalidade de buscar uma motocicleta na estrada da “linha Novo Horizonte”, um serviço que seria recompensado com porções de droga, segundo narrativa de Gabriel Duarte no registrada no BO 2019.17753.
A PM teve de vasculhar uma grande área de mata para localizar o corpo de Raquel, já que ela também havia tentado fugir correndo ao perceber que atirariam nela.
Ao ser preso Wagner declarou que pilotou a moto até o local combinado, mas quem atirou foi Alex do Ouro. Com os suspeitos presos a PM apreendeu um revólver, seis munições, porções de droga e R$ 100. Eles foram entregues à Polícia Civil.
Conforme apurou o 8º Comando Regional da PM, unidade a qual está vinculado operacionalmente o Núcleo de PM de Castanheira, o suspeito Wagner possui passagem criminal em Várzea Grande por associação ao tráfico, de 2016. Teria sido preso diversas vezes por atentados contra ônibus e patrimônios públicos.

 Fonte Ass. PMMT

Postar um comentário:

0 comments:

Postagens mais visitadas

Arquivo do blog