Postagens

Tecnologia do Blogger.

 SESP LANÇA "OPERAÇÃO SALUTEM", COM FOCO EM REGIÕES PRÓXIMO AS RODOVIAS FEDERAIS

Em apenas duas horas de trabalhos,  435 pessoas foram abordadas, 37 veículos recolhidos e 82 autos de infração emitidos



Foto PRF


Com o objetivo de fortalecer o combate a crimes nas regiões de influências das rodovias federais, a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) deflagra a Operação Integrada Salutem. O lançamento ocorre na manhã desta quinta-feira (16), no trevo da Rodovia Mario Andreazza com a Estrada da Guarita, em Várzea Grande.
Foto: Ass Com P.J.C.


A ação visa à prevenção e repressão imediata aos crimes de roubos e furtos de veículos e cargas, adulterações de sinais de identificação veicular, tráfico de entorpecentes, transporte irregular de cargas, porte ilegal de arma de fogo, descumprimento de medidas sanitárias, entre outros. Para isso, a Sesp conta com a parceria da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea-MT).




Serão contempladas as Regiões Integradas de Segurança Pública (Risp’s) I e II, com sede em Cuiabá e Várzea Grande, respectivamente. Os municípios que compõem a Risp I são, além da Capital, Planalto da Serra, Chapada dos Guimarães, Nova Brasilândia, Acorizal, Santo Antônio de Leverger, Barão de Melgaço. Já a Risp II é composta, além de Várzea Grande, por Nobres, Jangada, Rosário Oeste, Nossa Senhora do Livramento e Poconé.

Os policiais que atuarão na Operação Salutem receberam capacitação, entre os dias 1º e 30 de abril, a respeito de identificação veicular e documental. Participaram desta primeira fase 92 pessoas, entre agentes de fiscalização de trânsito dos municípios, do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), da PRF e do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar (BPTran).

                       


As próximas fases consistem em profilaxia (barreiras e saturação), contenção (cumprimento de mandados de prisão e de busca e apreensão). A previsão é que a operação seja realizada ao longo de 30 dias, incluindo todas as fases e etapas.

A operação é realizada de forma integrada pelas Polícias Militar (PM-MT), Judiciária Civil (PJC-MT), Rodoviária Federal (PRF), Corpo de Bombeiros Militar (CBM-MT), Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), Detran, Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), Indea, Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz-MT) e Guarda Municipal de Várzea Grande.



Conforme informação do Núcleo de Comunicações da PRF em Mato Grosso 


  


A Polícia Rodoviária Federal (PRF) participa da Operação Integrada Salutem, realizada pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT). O lançamento foi na manhã desta quinta-feira (16), no trevo da Rodovia Mário Andreazza com a Estrada da Guarita, em Várzea Grande.


Do trevo, os policiais seguiram para os pontos de bloqueio em diversos locais de Várzea Grande. Em apenas duas horas de operação, 435 pessoas foram abordadas, 37 veículos recolhidos e 82 autos de infração emitidos.
O foco é o combate aos crimes nas regiões próximas a rodovias federais, principalmente roubos e furtos de veículos e cargas, adulterações de sinais de identificação veicular, tráfico de entorpecentes, transporte irregular de cargas, porte ilegal de arma de fogo e descumprimento de medidas sanitárias. Ao todo, 100 agentes, 45 viaturas policiais e dois helicópteros são empregados na ação.


O superintendente da PRF MT, Francisco Élcio Lima Lucena, destacou que a operação foi uma demanda da instituição que solicitou a integração para um combate mais efetivo aos crimes. “Essa integração é de extrema importância, cada órgão tem suas especialidades e juntar todo esse conhecimento torna a atuação muito maior, além de aumentar o efetivo policial”, frisou.
Além da PRF, integram a ação as polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros, Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), Detran (Departamento de Trânsito), Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), Instituto de Defesa Agropecuária do Mato Grosso (Indea), Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz-MT) e Guarda Municipal de Várzea Grande.


A Operação Salutem segue por pelo menos 30 dias. O nome vem do latim e significa segurança pública.


TEXTOS:

* Neocleciana Gonçalves / Nucom PRF MT*

* Nara Assis | Sesp-MT
 Imagens: PRF e SESP

Postar um comentário:

0 comments:

Postagens mais visitadas

Arquivo do blog